Cultura

Até ao final deste mês há Jazz nos palcos do Concelho de Santiago do Cacém

O Encontro Internacional de Jazz AlémTejo regressou este mês aos palcos do Concelho de Santiago do Cacém, com concertos e encontros ‘after-hours’, após o cancelamento da edição de 2020 devido à covid-19.

“Temos todas as condições em segurança para se realizarem os concertos e os espetáculos e saudamos este regresso do jazz ao Litoral Alentejano”, avançou João Pereira da Silva, um dos elementos da organização.

Segundo o mesmo responsável, o regresso da iniciativa “é bom para os artistas e para o público, que precisa de conviver pela música”.

O maior encontro de músicos de jazz do Litoral Alentejano, organizado pela Associação Quadricultura, arrancou nos dias 15 e 16 e regressa agora no final deste mês, dias 29 e 30, com propostas inteiramente dedicadas a projetos portugueses.

De acordo com o promotor, a organização decidiu “manter os grupos que tinha desenhado” para o evento do ano passado, cancelado devido à pandemia de covid-19, e fez pequenas alterações ao formato original”.

O Jazz AlémTejo divide-se pelos palcos do Auditório da Escola Secundária Padre António Macedo (ESPAM), em Vila Nova de Santo André, e do Auditório Municipal António Chainho (AMAC), em Santiago do Cacém, onde vão decorrer os concertos principais.

A assinalar esta 13.ª edição, os promotores mantêm o propósito de “dar a conhecer ao público da região, os músicos portugueses, o seu trabalho e a qualidade da música jazz”.

“Hoje, a riqueza musical é tão grande, quer do ponto de vista da composição, como da formação dos músicos, que podemos dizer que Portugal é um país muito bem formado e o que fazemos é dar apenas palco a estes brilhantes músicos”, frisou João Pereira da Silva.

O encontro arrancou, na sexta-feira, dia 15, ao som dos Smokestackers, duo formado por João Belchior e Diogo Mão de Ferro, no palco da ESPAM, e com a atuação do Quarteto Solaris (16), composto por quatro músicos experientes e percursos variados.

O 2.º fim de semana do evento leva ao palco da ESPAM “um nome mais conhecido do panorama musical nacional”, mais precisamente o sexteto Bernardo Moreira (29), que propõe uma “aventura” pelo repertório de Carlos Paredes.

No sábado (30), é a vez do grupo Elas e o Jazz atuar em Santiago do Cacém, a partir das 22:00, para uma viagem pelo “universo contemporâneo dos musicais da Broadway e dos clubes de jazz de Nova Iorque”.

Após os concertos, seguem-se os encontros de jazz ‘after hours’, a partir das 23:00, em vários bares e cafés de Vila Nova de Santo André, com os quartetos Hugo Henriques (16) e Mariana Nunes (29) e o Trio Leonor Arnaut (30).

Os bilhetes para assistir aos espetáculos custam três euros (sócios) e seis euros para o público em geral.

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.