Sociedade

Ligação ferroviária entre Sines e a Linhado Sul vai ser modernizada

A modernização da ligação ferroviária entre Sines e a Linha do Sul, já consignada, vai eliminar os atuais constrangimentos de capacidade e potenciar a exploração e segurança da ferrovia, anunciou a Infraestruturas de Portugal (IP).

Em comunicado, a IP indica que a empreitada “tem como principais objetivos eliminar os atuais constrangimentos de capacidade e potenciar as condições de exploração e de segurança na Linha de Sines”.

Adjudicada ao Consórcio Sacyr Neopul, S.A./ Sacyr Somague, S.A. e consignada esta semana, a empreitada, no âmbito do Programa de Modernização da Rede Ferroviária Nacional – Ferrovia 2020, tem um investimento estimado de 28,5 milhões de euros, segundo a IP.

Os trabalhos envolvem a modernização do atual canal ferroviário da Linha de Sines, troço entre Ermidas-Sado e Sines, incluindo “trabalhos de via férrea, terraplanagem, drenagem, obras nas passagens superiores e inferiores e restabelecimentos”.

A construção de “uma nova estação técnica e a modernização de estações existentes, instalações fixas de tração elétrica, infraestruturas de base para sinalização e telecomunicações e RCT+TP”, são outras das obras previstas.

O projeto contempla ainda a “substituição integral da superestrutura de via com utilização de travessas monobloco polivalentes em betão e carril 60 E1 e uma nova estação técnica ao km 141”, refere a empresa.

A IP assinalou que está igualmente prevista “a alteração do ‘layout’ da estação de São Bartolomeu da Serra”, no Concelho de Santiago do Cacém, para “assegurar o cruzamento de comboios de 750 metros de comprimento e otimização das condições de exploração”.

“Serão também suprimidas as passagens de nível da Abela (EN390) e da Subestação de Santiago do Cacém (Estrada N121), aos quilómetros 143,904 e 153,022, respetivamente”, adianta.

O projeto global da Ligação Ferroviária Sines-Elvas, inserida no Corredor Atlântico das Redes Transeuropeias de Transportes, tem como objetivo modernizar a infraestrutura ferroviária existente e, após a construção do troço Évora-Elvas, estabelecer uma ligação direta entre Sines e Badajoz em oposição ao trajeto atual.

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.