Política

Movimento de cidadãos candidata António Braz à Câmara de Sines

O professor e consultor independente António Braz é o candidato do Movimento de Cidadãos MAISines à Câmara de Sines, nas eleições autárquicas deste ano, anunciou o Movimento.

O cabeça-de-lista, de 50 anos, é professor no Instituto Politécnico de Setúbal e consultor independente, tendo uma licenciatura em Gestão, com especialização em Gestão Financeira na Universidade do Algarve.

Em comunicado, o recém-criado Movimento de cidadãos MAISines, revelou que a sua participação na “corrida eleitoral tem como objetivo garantir que os seus descendentes” tenham uma cidade melhor” do que a que eles próprios encontraram.

“É urgente oferecer uma alternativa séria, viável e ganhadora ao atual executivo”, liderado pelo PS, defendeu o Movimento.

De acordo com António Braz a sua candidatura aposta “na necessidade da limpeza, reparações e embelezamento da cidade e na adoção de políticas públicas de habitação que permitam manter e atrair população”, em especial a mais jovem.

Esta última prioridade “será para cumprir o mais rápido possível, assumiu o candidato, aludindo às “dificuldades de habitação e aos preços especulativos que são implementados em Sines e que obrigam à implementação de algumas políticas públicas”.

Outra das áreas que “suscita muita preocupação é a da saúde”, segundo o candidato, que pretende criar “uma Unidade de Cuidados Continuados e “ospitalização domiciliária”, assim como garantir o “acompanhamento das pessoas mais idosas no seu domicílio, de forma a atrasar a entrada das populações nos lares”.

Do ponto de vista económico, defendeu que Sines “tem de ter uma visão muito mais centrada nos cidadãos, na criação de emprego justamente remunerado e não em grandes investimentos de grandes empresas”.

E apontou para a criação de uma Zona Franca Industrial “muito vocacionada para as empresas que façam importação e exportação através do Porto de Sines”.

Em termos políticos, António Braz foi deputado pelo PS na Assembleia Municipal de Sines, entre 1997 e 2001, passando a ser vereador da oposição na Câmara Municipal, eleito pelo PS, como independente, no mandato entre 2001 e 2005.

O atual executivo camarário de Sines, liderado pelo socialista Nuno Mascarenhas, que cumpre o segundo mandato, é constituído por cinco eleitos do PS, um do Movimento Sines Interessa Mais (SIM) e um da CDU.

As eleições autárquicas deste ano ainda não têm data marcada, mas, por lei, realizam-se em setembro ou outubro.

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.