Editorial

Editorial: Ser Exemplo

Estamos sempre à espera que as coisas mudem. Todos aguardamos que o mundo seja melhor. Queremos ter uma vida cada vez melhor. As condições de trabalho devem ser cada vez melhores. As ruas e as estradas cada vez mais direitas e pisos sem problemas. Queremos os ordenados cada vez mais elevados, pois os que temos são muito aquém do que trabalhamos e da média da União Europeia. Quero que a minha cidade seja cada vez mais atrativa. Jardins e ruas bem tratadas e limpas. Que o nosso país seja falado além-fronteiras como o melhor e mais apetecível por aqueles que cá vêm visitar-nos ou que cá vêm investir. Que quem governa não se esqueça que tem de cumprir tudo aquilo que prometeram nas campanhas eleitorais. Que esta pandemia acabe de uma vez por todas. E que não precisemos mais de utilizar a máscara. Tudo isto nós aguardamos que aconteça, mas que sejam sempre, mas sempre os outros a fazer. O FAZ está sempre presente na minha boca, primeiro do que o FAÇAMOS. Queremos que os espetáculos de rua ou de recintos fechados regressem. Que os espetadores desportivos regressem, aos campos de futebol. Mas depois, na primeira oportunidade somos os primeiros a quebrar todas as regras e a dizer que eu tenho direito, eu tinha de festejar, mesmo que isso implicasse o desrespeito pelas leis e pela saúde pública, aqui não acontece. Tantas são as vezes em que quebramos as regras porque achamos que temos mesmo de fazer isto ou aquilo. E tem de ser agora. Poderíamos avançar mais depressa se tivéssemos mais paciência e fossemos mais tolerantes e complacentes com o que nos é pedido. Se cada um fosse um ator participativo na comunidade muitas coisas poderiam ser melhores. Mas o egoísmo continua a reinar em nós. Pensamos muitas vezes que vamos fazer, só nós… ninguém vê… mas estamos a fazer o mal. E quando nos descobrem inventamos todas e mais algumas desculpas. Pena é quando isso parte daqueles que têm poder e que deveriam ser imparciais e exemplo. Que cada um seja participativo e exemplo na comunidade e assim venceremos as dificuldades.

Abílio Raposo, diretor

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.