Editorial

Editorial: Na prisão do desconfinamento

Nestes últimos dias temos ouvido muito a palavra desconfinamento e todos ficámos logo felizes e contentes por podermos ser livres, porque é verdade que se diga que todos nós estamos cansados de vivermos aprisionados no nosso próprio país sem termos feito mal a ninguém. Porque a própria palavra desconfinamento quer dizer saída ou libertação de uma situação.

O problema é que inocentemente estamos a sofrer por causa de um mal que se chama covid-19 e que nos leva a todos a ficar forçosamente fechados em casa ou mesmo no nosso país, sem poder sair para o estrangeiro. Estamos presos por necessidade e não por causa de algum crime que tenhamos cometido. Presos para que sejamos livres de ser contaminados e de podermos sofrer ou mesmo encontrar-nos precocemente com a morte. Prisão essa que ninguém gosta, mas que de livre vontade ou compulsivamente pela lei do Governos temos de abraçar para ajudar aqueles que no meio do mundo do trabalho têm que estar livres, mas ao mesmo tempo, eles também presos pelas máscaras, álcool gel e distanciamentos.

Quantas pessoas obrigadas a ter de sair de casa com o “coração na mão” para poderem colocar o pão na mesa de cada um de nós. Qual prisão nos faz ir ao encontro deste vírus que nos pode atingir e atingir as nossas famílias. Então de que desconfinamento falamos? Que liberdade queres viver? O governo fala em desconfinamento faseado para nos ajudar a encontrar essa saída que nos conduz ao fim da pandemia.

Mas que pode fazer uma lei governamental? Quando nos é imposto umas ditas regras, refilamos, vamos cumprindo e os números baixam. Os contágios descem. As mortes diminuem. E nós sabemos isso. Temos consciência que assim sucede. Agora seremos livres se, mesmo se a obrigação legal do governo, nós soubermos cumprir aquilo que são as regras para que vençamos esta batalha e por fim consigamos então DESCONFINAR.

Nunca existirá um verdadeiro desconfinamento enquanto houver covid-19 com a capacidade de nos impedir de fazer a nossa vida normal. A verdadeira Liberdade vem de Páscoa de Cristo. Vivamos este tempo que se aproxima com a esperança de que aquele que nos libertou da morte, nos libertará desta pandemia que nos invadiu. A todos desejamos uma Páscoa feliz e em paz. Por isso vivida no recato de casa.

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.