Editorial

Editorial: A história não se apaga

Mais uma vez estamos a ir mais longe do que o normal no tratamento das pessoas e das situações, como nas ideologias.

Queremos todos viver como iguais e com oportunidades iguais. O desejo de todo o ser humano é conseguir ter as mesmas oportunidades que os outros. Mas por vezes alguns gostam mais de ter umas oportunidades mais facilitadas do que os outros. Ou então, sem o reconhecermos, queremos ser os coitadinhos da sociedade, porque ninguém quer ser o coitadinho da sociedade, mas quer usufruir dos maiores facilitismos passíveis.

Artigo completo disponível na edição em papel de 18 de Junho de 2020, n.º 764

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.