Sociedade

Banco Alimentar: Recolha de alimentos com vales e plataforma online até 31 maio

Os Bancos Alimentares (BA) são Instituições Particulares de Solidariedade Social que lutam contra o desperdício de produtos alimentares, encaminhando-os para distribuição gratuita às pessoas carenciadas.

Os Bancos Alimentares Contra a Fome em Portugal, devido à Pandemia, vão realizar a primeira campanha de recolha de alimentos deste ano através de vales nos supermercados e online, de 21 a 31 de maio, sem ajuda de voluntários por causa da pandemia.

Neste período dificil que o país atravessa, o BA tem sido fundamental na ajuda às famílias. “O Banco Alimentar abrange 13 concelhos mais o Concelho de Odemira e conta com com 21 BA
organizados territorialmente. “Nesta fase da pandemia, o Banco Alimentar de Setúbal-BAS tem tido o apoio da parte da sociedade civil, através de Instituições e Empresas, que fazem doações de alimentos e são esses alimentos que fazemos chegar às Instituições que nos têm feito pedidos.”diz Pedro Cunha, Presidente do Banco Alimentar de Setúbal. “Há muitas empresas que não estão a vender, temos estado a receber, ao longo desta semana, por exemplo, mais de 30 toneladas de cebola grande, destinada à restauração de calibre muito grande que normalmente iria para as empresas, nós estamos a recebê-la, porque os restaurantes e hoteis estão fechados, tudo isso está a ser canalizado para o Banco Alimentar”, explica o Presidente do BAS.

Para Pedro Cunha do BAS, “esta situação apanhou todos de surpresa, são cada vez mais os pedidos a chegarem à Rede de Emergência Alimentar-REA, recentemente criada pelo BA, em que as pessoas, com todo o tipo de profissões liberais (dentistas, advogados, arquitetos, pessoas ligadas ao turismo, restauração, etc) contactam através do telefone ou online a REA, explicam a sua situação de carência”. Depois de contactarem a Rede, “o BA canaliza esses pedidos de ajuda para as Instituições que apoiamos, damos um reforço alimentar a essas Instituições para fazer face ao acréscimo de pedidos de apoio” refere o Presidente.

Segundo Pedro Cunha “antes da pandemia, estavamos a apoiar 176 Instituições que representam mais de 30000 pessoas. Neste momento já ultrapassamos as 200 e estamos perto de apoiar 40000 pessoas”. No Litoral Alentejano são apoiadas 26 instituições e ajuda das mais de 1200 pessoas,
distribuídas da seguinte maneira: 4 Instituições em Alcácer do Sal que apoiam 126 pessoas e entregam 19350 refeições; 7 Instituições em Grândola que ajudam 249 pessoas e distribuem 27450 refeições; 1 Instituição em Odemira que apoia 29 pessoas; 11 Instituições em Santiago do Cacém que ajudam 543 pessoas e entregam 63630 refeições e em Sines são 3 Instituições que apoiam 258 pessoas e distribuem 2250 refeições.

Este mês, como é habitual costuma a haver o peditório, a ajuda não pode parar, mesmo na impossibilidade de ter voluntários nos supermercados para realizar a já tradicional campanha de
recolha de alimentos durante o mês de maio, Pedro Cunha adianta “temos duas campanhas por ano, em maio e novembro, a nossa campanha é sempre três em um “Campanha Saco” é a que mais alimenta onde é entregue um saco no supermercado às pessoas, que não pode ser feita.

Paralelamente a “Campanha Vale” as pessoas adquirem nas Caixas dos supermercados e a Campanha online “Alimente esta ideia”. Para o Presidente “uma das dificuldades atualmente do Banco Alimentar é a falta de voluntários “a maioria dos voluntários são pessoas que estão reformadas, nesta fase estas pessoas estão mais confinadas em casa, devido a Pandemia, deixaram de poder ajudar nesta altura” mas acrescenta “temos vindo a suprimir esta falha, com voluntários que se têm vindo a oferecer, uma boa parte são Agrupamentos de Escuteiros, o que nos deixa muito felizes”.

Outra dificuldade é a busca de alimentos “todos os dias é um desafio para nós, arranjar mais alimentos pois o número de pedidos de apoio de emergência, cresce diariamente”. Pedro Cunha apela para que “contribuam de 21 a 31 de maio fazendo os seus donativos através da “Ajuda
Vale” nas caixas dos supermercados e/ou do portal de doação online, alimentestaideia.pt.”

O Presidente agradece a todas as empresas, voluntários e a toda a sociedade civil que apoiam o Banco Alimentar.

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.