Sociedade

Secretária de Estado para a Integração e as Migrações realça esforços para integração de imigrantes em Odemira

A secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Claúdia Pereira, realçou os esforços feitos pelo município de Odemira na integração de imigrantes neste território.

Durante uma visita, que realizou ao município, a governante apontou Odemira como “um concelho-piloto pelas boas práticas adotadas no que respeita à integração de migrantes”.

“Serão poucos os sítios na Europa onde, em dez anos, a população estrangeira triplicou, e em que o município em conjunto com as empresas e entidades como o Alto Comissariado para as Migrações conseguiram manter a paz e a harmonia social”, afirmou a governante no âmbito de um roteiro de migração.

A deslocação ao concelho de Odemira que visou conhecer de perto as questões de integração dos trabalhadores agrícolas estrangeiros da zona e reforçar as respostas do Alto Comissariado para as
Migrações (ACM), incluiu a visita a um estabelecimento de ensino, em São Teotónio, e a uma exploração agrícola, em Odemira.

Questionada sobre os problemas sociais causados pela presença de milhares de trabalhadores imigrantes nas explorações agrícolas do concelho de Odemira, a secretária de Estado para a
Integração, Cláudia Pereira, reconheceu tratar-se de uma questão preocupante.

“É uma das questões que tem preocupado o Governo que tem consciência dessa exploração que vem dos países de origem, e foi por isso que decidiu investir na Secretaria de Estado da Integração e Migrações, que tem várias medidas com os diferentes ministérios para melhorar a integração dos
imigrantes” no âmbito do Pacto-Global para as Migrações. Segundo a governante, Portugal
“precisa de imigrantes” em várias áreas como a hotelaria, turismo, pescas e agricultura, em diferentes zonas do país.

“Estamos a trabalhar com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e da Administração Interna, a simplificação dos vistos e das autorizações de residência, com o Ministério da Educação, e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, a questão dos cursos de língua portuguesa mas também com outros ministérios, aspetos que melhoram e simplificam a sua integração”, afirmou.

A deslocação da governante contemplou ainda uma visita a uma empresa agrícola onde “têm sido feitos esforços de integração dos trabalhadores com a celebração de rituais hindus, muçulmanos e católicos, semanas dedicadas aos países de origem dos seus trabalhadores e onde tentam mostrar a cultura portuguesa”, concluiu.

Artigo completo disponível na edição de 02 de Abril de 2020, n.º 759*

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.