Sociedade

Sindicato denuncia despedimentos ilegais de trabalhadores da CMN na refinaria de Sines da Petrogal

O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Sul (SITESul) acusou as empresas Martifer e CMN de quererem “despedir de forma ilegal” 16 trabalhadores que prestam serviço na refinaria da Petrogal em Sines.

Os trabalhadores estiveram reunidos em plenário, no passado dia 20 de novembro, junto à porta da Petrogal, em Sines, para alertarem para vínculo precário com a empresa CMN que “de tempos a tempos decide unilateralmente despedir os trabalhadores e agravar mais a precariedade que já existe na refinaria”.

Artigo completo disponível na edição em papel de 06 de Dezembro de 2019, n.º 751

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.