Sociedade

Equipa de Intervenção Permanente no Cercal gera polémica

A associação dos Bombeiros Voluntários de Santo André está contra a colocação de uma Equipa de Intervenção Permanente nos Bombeiros Voluntários do Cercal do Alentejo e, numa tomada de posição, acusa a Câmara de Santiago do Cacém e a corporação de Cercal de “falta de transparência”.

A criação de uma Equipa de Intervenção Permanente (EIP) nos Bombeiros Voluntários do Cercal do Alentejo está a gerar polémica e a ser contestada pelos Bombeiros de Santo André que repudiam
“a falta de transparência” do processo mas a autarquia e os bombeiros do Cercal refutam responsabilidades.

Artigo completo disponível na edição em papel de 04 de Julho de 2019, n.º 742

 

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.