Opinião / Sociedade

Opinião: As 6 perguntas que deve fazer antes de partilhar este artigo

Por Ricardo Rosa, (ex-) Jornalista e gestor de produto digital na Impresa, em Lisboa

“Fake news”. Com aspas não porque seja estrangeirismo, antes porque não existem notícias falsas. Se é notícia não é falsa. Mas há falsidades que se espalham querendo ser notícia. E há notícias mal escritas. Como saber a verdade?

Se é daqueles a quem bastam dois parágrafos, dou-lhe já uma citação que resume a crónica e ficamos por aqui:

“Gostamos de culpar os outros, mas cada um de nós também tem responsabilidades. Deixe de partilhar histórias sem as ler. Pare de postar a sua indignação. Pare de clicar no lixo. Empregue alguns minutos para verificar a credibilidade do que lê”.

É assim que Jim VandeHei, antigo jornalista do Washington Post e cofundador dos sites Politico e Axios, sumariza o que todos podemos fazer para reduzir a viralidade das chamadas “fake news”.

Continuamos? Cá vão então as perguntas… e algumas respostas.

Artigo completo disponível na edição em papel de 21 de Março de 2019, n.º 735

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.