Sociedade

Trabalhadores da Petrogal e da Martifer concentram-se contra o fim da contração coletiva

Os trabalhadores da refinaria de Sines da Petrogal concentraram-se, no passado dia 14 de fevereiro, junto à portaria principal da fábrica em defesa da contratação coletiva, pela manutenção dos direitos laborais e sociais e contra a repressão. O protesto contou com a presença do secretário- geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, e da coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins.

A concentração, convocada pelo Sindicato da Indústria e Comércio Petrolífero (SICOP), surgiu após um plenário de trabalhadores, no passado dia 8 de fevereiro, que apontou o dia 14 de fevereiro como “a data limite” para uma resposta da administração da Petrogal.

O conflito que já dura há mais de 40 dias foi prolongado até ao final do mês de março, por decisão dos trabalhadores. O novo pré-aviso, só foi emitido, no dia da concentração, para “proporcionar à
administração uma oportunidade para encetar uma negociação séria” com os representantes dos trabalhadores, referem, em comunicado, o Sindicato da Industria e Comércio Petrolífero e a Fiequimetal.

Artigo completo disponível na edição em papel de 21 de Fevereiro de 2019, n.º 733

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.