Local / Sociedade

Falta de tarefeira impede criança com necessidades especiais de frequentar a escola

Os pais do pequeno Gabriel, portador de paralisia cerebral, criticam a falta de tarefeira no início do ano letivo, em Vila Nova de Santo André. Uma situação que se repete há dois anos.

O início do ano letivo não começou da melhor maneira para Gabriel Sousa, 8 anos, residente em Vila Nova de Santo André, a quem foi atribuído um quadro de paralisia cerebral.

Quando os pais do menino, que frequenta o 2.º ano do 1.º ciclo do ensino básico, se preparavam para o primeiro dia de aulas voltaram a ser confrontados com a falta de uma tarefeira na EB n.º 2 de Vila Nova de Santo André.

Artigo completo disponível na edição em papel de 04 de outubro de 2018, n.º 724

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.