Sociedade

Utentes, enfermeiros e autarcas voltaram a exigir mais cuidados de saúde no Alentejo Litoral

Um total de cem balões brancos a simbolizar o número de enfermeiros em  falta na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA) e cartazes a exigir mais enfermeiros e serviços de saúde na região foram os protagonistas da concentração que serviu para exigir a contratação de mais profissionais de saúde no Alentejo Litoral.

A manifestação, a terceira convocada pelas Comissões de Utentes do Litoral Alentejano e Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), desde outubro do ano passado, contou com a participação de cerca de cem pessoas, entre utentes, autarcas e profissionais de saúde, que se
concentraram, no passado dia 28 de junho, em frente ao Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.

Envergando cartazes a exigir mais enfermeiros e mais serviços de saúde no Litoral Alentejano, os manifestantes entoaram gritos de protesto para mostrar a sua indignação pela não contratação de enfermeiros, médicos e auxiliares de saúde em número suficiente.

Artigo completo disponível na edição em papel de 12 de julho de 2018, n.º 719

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.