Sociedade

Sistema de distribuição da Barragem de Santa Clara com “perdas” de 40% da água

As “perdas” de água no sistema de distribuição da Barragem de Santa Clara, no concelho de Odemira, chegam aos 40%, um problema que o Ministério da Agricultura pensa resolver com o Programa Nacional de Regadios.

“Estes sistemas foram concebidos para funcionar com 40% de perdas, ou seja, o ótimo de funcionamento é isto”, explicou ao jornal O Leme Manuel Amaro Figueira, diretor executivo da Associação de Beneficiários do Mira (ABM), entidade que gere o sistema de distribuição de água da barragem.

“O tempo que medeia entre a saída da barragem e a chegada ao utilizador oscila entre 14 e 24 horas, portanto a água tem que ser solicitada à barragem com um dia de antecedência em média”, exemplificou, lembrando que a albufeira serve “cerca de
2.500 utilizadores”.

A água distribuída que não é consumida pelos utilizadores acaba por seguir o trajeto dos canais até dois terminais a partir de onde é direcionada para o mar, no Rogil, no concelho de Aljezur, ou em Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira.

Artigo completo disponível na edição em papel de 19 de dezembro de 2017, n.º 706

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s