Opinião

Opinião: As felicidades em família

Neste período de férias, durante os meus passeios na borda de água, vieram-me ao pensamento os momentos de felicidade passados em família. Por isso, dedico esta crónica em memória dos meus pais. As minhas desculpas por ser tão pessoal.

O verão era sempre um período aguardado. Os convívios de família eram sempre um acontecimento – os piqueniques, as pescarias, as longas almoçaradas ou jantaradas. Mesmo nos tempos de juventude, o verão era sempre muito esperado. Era o tempo das “férias grandes”.

Era o tempo dos namoricos, das saídas à noite até tarde, sobretudo o chamado tempo das hormonas. Eram tempos felizes. Ou
melhor, de felicidades. Mas neste verão (talvez por razões de idade), mais que as felicidades individuais, com os amigos ou com as namoradas, as memórias que vêm ao de cima são os momentos de felicidade com a família.

Os tais convívios. Porque a praia para onde habitualmente vou, com muitas rochas, me trazem à memória as longas pescarias, com o meu pai, o meu avô paterno, um tio e os meus irmãos.

Para ler artigo completo consulte a edição em papel de 07 de setembro de 2017, n.º 699

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s