Local / Política

Obras na ESPAM originam guerra de comunicados

A concelhia de Santiago do Cacém do Partido Socialista denunciou recentemente que a Câmara de Santiago do Cacém, de maioria comunista, se recusou a articular com o Ministério da Educação uma verba para a recuperação da Escola Secundária Padre António Macedo, em Vila Nova de Santo André.

O executivo comunista lembra que “nos últimos quatro anos, o PS não apresentou uma única proposta sobre obras na ESPAM”

Em comunicado, os socialistas dizem que, numa recente reunião, entre o presidente da autarquia e o delegado regional dos estabelecimentos escolares, o edil terá tomado conhecimento de uma proposta do Ministério da Educação para a recuperação daquela escola.

“A obra rondava um total de 3,5 milhões de euros e a sua execução assentava no pressuposto de a Câmara Municipal comparticipar com uma verba de 262 mil euros, equivalente a 7,5% do montante global”, refere o documento distribuído pelos socialistas junto ao estabelecimento escolar que necessita de obras urgentes há vários anos.

Para o PS, com esta decisão a autarquia revela que “não se importa com as condições de trabalho e com o bem-estar dos alunos,
funcionários e professores” e “não se interessa pela promoção do sucesso escolar educativo dos alunos”.

O artigo completo pode ser lido na edição em papel de 11 de maio de 2017, n.º 692

Advertisements

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s