Editorial / Opinião / Sociedade

Editorial: Funcionários temos

Abílio Raposo

Diretor

Por Abílio Raposo,

Existe um tema que tem vindo à praça pública, não só uma vez, mas várias vezes e que nós não entendemos e compreendemos o porquê de não ser resolvido. Todos perguntam: Qual? As baixas na função pública, e mais concretamente nas escolas públicas.

Mas o que está a acontecer? É a pergunta que nos surge e vem à memória.

Se os colégios privados tivessem com esse problema, todos iriam responder: contratem pessoal para a sua substituição. E fazem-no de facto. E também em muitas outras instituições privadas.

Porque não acontece também no Estado? Porque não podem as escolas contratar pessoal para substituir as que estão doentes. Não será necessário rever a lei?

O que nos preocupa é a situação física e psicológica, primeiro das crianças e jovens, que não têm auxiliares de Ação Educativa e professores, e depois também os próprios pais, que não ficam tranquilos sabendo que falta segurança para os seus filhos.

O artigo completo pode ser lido na edição em papel de 23 de fevereiro de 2017, n.º 687

Advertisements

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s