Local / Sociedade

Família de Grândola em risco de despejo

Os netos do homem condenado a pagar a maior indemnização em Portugal devido a um acidente de viação, há 14 anos, que deixou um médico paraplégico, em Grândola, foram impedidos de adquirir os bens do avô, entretanto, penhorados em hasta pública.

Familiares de Joaquim Baltazar recusam-se a sair da propriedade da família e não têm para onde ir assim que a ordem do Tribunal for executada |Foto: Helga Nobre|

Familiares de Joaquim Baltazar recusam-se a sair da propriedade da família e não têm para onde ir assim que a ordem do Tribunal for executada |Foto: Helga Nobre|

“Quando tomámos conhecimento de que existiam propostas de compra, manifestámos interesse em adquirir os bens e, nessa altura, fomos informados que, como herdeiros legítimos, teríamos direito de opção e que podíamos fazer uma contra-proposta, no prazo de cinco dias”, conta Pedro Parreira, um dos netos de Joaquim Baltazar, já falecido.

A hasta pública realizou-se e, dentro do prazo estipulado, a família do idoso, que reuniu o dinheiro suficiente “para salvaguardar” o seu património, foi confrontada com novos dados no processo.

Vale a pena ler o artigo completo na edição em papel de 20 de dezembro de 2016, n.º 683

Advertisements

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s