Sociedade

Caminhada entre Relíquias e foz do rio Sado sensibiliza para gestão responsável da água

Um grupo de cerca de trinta pessoas da comunidade de Tamera, em Relíquias, no concelho de Odemira, vai caminhar mais de cem quilómetros na bacia hidrográfica do Sado, para chamar a atenção para a gestão responsável dos recursos hídricos.

Desde o dia 02 deste mês que o grupo está a seguir a pé o curso de água que passa no Monte do Cerro, onde reside a comunidade de Tamera, Odemira, e que se junta ao rio Sado até desaguar no oceano, entre Tróia e Setúbal.

“O objetivo é chamar a atenção para a questão dos recursos hídricos e para as pessoas retomarem novamente o cuidado com a água, com o ribeiro que passa junto à sua aldeia ou à sua vila ou próximo da sua casa”, disse ao jornal O Leme a porta-voz do grupo, Fátima Teixeira.

Artigo completo na edição em papel de 06 de outubro de 2016, n.º 678

Advertisements

Discussão

Ainda sem comentários.

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Artigos mais antigos

Para receber notificações por e-mail sempre que é publicado um novo artigo, deixe aqui o seu e-mail.

Junte-se a 3.092 outros seguidores

Arquivo online

Estatísticas do site

  • 128,643 visualizações
%d bloggers like this: