Sociedade

Avaria na central termoeletrica levou à paragem das unidades fabris da Repsol em Sines

Uma avaria num dos equipamentos da central termoelétrica da fábrica de Sines da Repsol levou à paragem de todas as unidades fabris do complexo, cerca das 10h30, do passado dia 2 de outubro.

Falha no equipamento originou fumo negro na chaminé da fábrica que se arrastou por vários quilómetros |Foto: Helga Nobre|

Falha no equipamento originou fumo negro na chaminé
da fábrica que se arrastou por vários quilómetros |Foto: Helga Nobre|

A ocorrência originou uma nuvem de fumo negro na chaminé da fábrica que se espalhou por vários quilómetros. De acordo com fonte da empresa, tratou- se “de uma falha de um equipamento da nossa central termoelétrica que levou à interrupção do fornecimento de energia”.

“Um dos equipamentos que produz vapor e eletricidade parou, levando à paragem das restantes unidades fabris que são alimentadas pela central”, adiantou a mesma fonte.

Artigo completo na edição em papel de 06 de outubro de 2016, n.º 678

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s