Cultura / Sociedade

Projeto ‘Ler em Cadeia’ no Pinheiro da Cruz

Iniciativa visa minimizar a exclusão e aumentar literacia da comunidade prisional. Atualmente participam no projeto 16 reclusos mas a lista de espera atinge a meia centena.

Mais de setenta reclusos do Estabelecimento Prisional (EP) de Pinheiro da Cruz, em Grândola, já aderiram às sessões de
mediação de leitura, em curso desde 2013, numa parceria com a Biblioteca Municipal de Grândola.

O projeto ‘Livros em Cadeia’, foi criado com o objetivo de minimizar a exclusão e aumentar a literacia dos 650 reclusos daquela cadeia, através da leitura.

De quinze em quinze dias, o estabelecimento prisional abre as portas a uma técnica da Biblioteca Municipal de Grândola, que se junta ao grupo de presos para contar histórias. “Estamos a falar de indivíduos que já têm alguma apetência e de outros que aderem por curiosidade e pela procura de um momento de liberdade e é destas pessoas que surgem as maiores surpresas”, realçou Maria Ressurreição Moura, diretora do EP Pinheiro da Cruz.

Artigo completo na edição em papel de 08 de setembro de 2016, n.º 676

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s