Cultura

Frescos alvo de restauro na Igreja da Misericórdia de Alvalade

Escondidos durante anos por uma camada de cal, frescos com motivos religiosos, estão a ser alvo de trabalhos de conservação e restauro na Igreja da Misericórdia de Alvalade, onde a Câmara Municipal de Santiago do Cacém pretende criar um Museu de Arqueologia até ao final de 2017.

Datado de 1570, o edifício da antiga Igreja da Misericórdia há muito que perdeu a sua função como lugar de culto |Foto: CMSC|

Datado de 1570, o edifício da antiga Igreja
da Misericórdia há muito que perdeu a sua função como lugar de culto |Foto: CMSC|

A suspeita da existência dos frescos surgiu há cerca de dois anos, em 2014, no decurso de trabalhos de prospeção pictórica.

Com motivos religiosos, os desenhos que decoram a abóboda da capela da Igreja da Misericórdia de Alvalade estavam cobertos com cal. Segundo Artur Pestana, especialista em conservação e restauro da empresa Mural da História, que está desde o início do mês de agosto a trabalhar na remoção da cal, os frescos poderão datar do século XVI.

Artigo completo na edição em papel de 08 de setembro de 2016, n.º 676

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s