Cultura

Sítio de Miróbriga passa a ser gerido por três entidades

O Sítio Arqueológico de Miróbriga, em Santiago do Cacém, vai ser gerido de forma partilhada pela Direção Regional de Cultura do Alentejo, a Câmara Municipal e a União de Freguesias de Santiago do Cacém, Santa Cruz e São Bartolomeu da Serra.

Com esta colaboração será possível “manter o sitio em boas condições de conservação e apresentação pública” |Foto: Helga Nobre|

Com esta colaboração será possível “manter o sitio em boas condições de conservação e apresentação pública” |Foto: Helga Nobre|

O protocolo, assinado no passado dia 16 de fevereiro, no Centro Interpretativo de Miróbriga, visa promover algumas atividades com o objetivo de “potenciar este sítio arqueológico”, explicou a diretora regional de cultura do alentejo, Ana Paula Amendoeira.

O sítio arqueológico de Miróbriga, classificado como Imóvel de Interesse Público desde a década de 40 do século XX, era, até agora, gerido exclusivamente pela Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlen). Em conjunto, as três entidades vão promover um programa de atividades culturais que permitam “a disseminação” do sítio arqueológico de Miróbriga, adianta a responsável que quer tornar as Ruínas Romanas parte integrante da região onde está inserida.

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s