Editorial / Opinião

Editorial: Fim de linha…

Abílio Raposo

Diretor

Por Abílio Raposo,

A humanidade está no fim de linha. Estamos a seguir por um caminho vazio e estéril. O mundo materialista em que vivemos é o sinal das opções que as pessoas fazem pela vida fora.

São opções que encaminham as pessoas para tomarem atitudes que nunca tinha pensado um dia tomar. Pois tinham um respeito pela vida muito grande. Tinham uma dignidade a defender. O que defendemos hoje? Qual é afinal a dignidade humana? Será matando que se consegue alcançar a dignidade da pessoa humana?

Nestas ultimas décadas têm surgido leis que levam à destruição da pessoa humana. Temos grupos minoritários que vão minando a sociedade com os seus princípios e opção controversas à dignidade e respeito pela vida humana. O que importa sou eu e só me interessa que eu fico bem. O nosso parlamento aprovou uma lei que permite matar uma criança antes dela nascer, o aborto. A lei permite que a mulher o faça por sua única opção e sem pensar que aquela criança é um ser que tem direito à vida.

Artigo completo na edição em papel de 18 de fevereiro de 2016 n.º 664

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s