Coisas de Emigrante / Sociedade

Coisas de Emigrante: Liberdades

Gisela de Almeida - Coisas de Emigrante

Gisela de Almeida

Por Gisela de Almeida, em França

No final de Novembro oiço na rádio François Hollande dizer “Não iremos ceder nem ao medo nem ao ódio”. Será que não?

Não vivo propriamente tranquila desde dos atentados de Paris, a 13 de Novembro, apesar de estar longe da capital.

Nas redes sociais assisti em silêncio a todo o tipo de comentários: aqueles que sem qualquer ligação a França se sentiram tocados e decidiram ser solidários, os que acusaram os solidários de serem cegos ao seguirem a corrente como ovelhas num rebanho, os que se revoltaram porque outros dramas bem mais sangrentos aconteciam no mundo sem que muitos notassem, os que aproveitaram para criticar tudo e todos como se a dor de uns fosse mais legítima e minimizasse a de outros.

Quem aqui vive expressou inquietude mas sobretudo uma sincera e profunda desolação pelo atentado à liberdade individual. Entristeceu-me todo este debate carregado de críticas e ódios, banalizando a situação.

Artigo completo na edição em papel de 17 de dezembro de 2015, n.º 660

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s