Sociedade

Cuba quer ampliar contingente de médicos em Portugal

O acordo entre Portugal e Cuba para o reforço de médicos cubanos no nosso país poderá ser ampliado no próximo ano. Johana Tablada de la Torre garante estarem reunidas todas as condições para aumentar o contingente e, em 2016, Portugal poderá receber mais quarenta médicos.

Embaixadora de Cuba em Portugal visita Hospital do Litoral Alentejano |Foto: Helga Nobre|

Embaixadora de Cuba em Portugal visita Hospital do Litoral Alentejano |Foto: Helga Nobre|

O Estado Cubano está disponível para reforçar o contingente de médicos cubanos em Portugal com a vinda de cerca de quarenta profissionais, garantiu a embaixadora de Cuba em Portugal, durante uma visita ao Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, no passado dia 5 de novembro.

Johana Tablada de la Torre mostrou vontade em ampliar a parceria entre os dois países. “Em Portugal, estão sessenta e cinco médicos mas temos toda a intenção de ampliar e, pela parte portuguesa, o entendimento que temos é que o nível de aceitação tem sido muito elevada. A população gosta e não há queixas nos livros amarelos do trabalho desenvolvido pelos médicos cubanos. Portugal precisa e não estão a tirar vagas aos médicos portugueses porque os lugares estão disponíveis”, referiu a diplomata.

Para que o reforço se concretize basta ultrapassar o impasse na reorganização do Governo de Portugal adiantou a embaixadora
para quem existem todas as condições para avançar.

Artigo completo na edição em papel de 19 de novembro de 2015, n.º 658

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s