Economia / Sociedade

Jovem Repórter: Viajando pelo Litoral Alentejano

É de salientar, para quem ainda não reparou, a beleza com que nos deparamos quando nos deslocamos até às praias alentejanas.

Artigo escrito por Dalila Parreira, 16 anos, aluna do 11.º ano da Escola Secundária Padre António Macedo, de Vila Nova de Santo André, foi distinguida com a Menção Honrosa do 2.º Concurso Jovem Repórter ‘Manuel Malvar’ no escalão do 10.º ao 12.º ano

A maioria encontra-se ainda em estado selvagem e isso confere-lhe uma beleza única e rara, permitindo igualmente a existência de habitats insubstituíveis para algumas espécies e constituindo uma barreira natural imprescindível contra o avanço do mar (problema extremamente preocupante para a costa portuguesa).

Há dois problemas sérios relacionados com este recuo indesejado da linha de costa, que chega a avançar dezenas de metros por ano em algumas localidades. Um é a subida do nível da água do mar provocado pelas alterações climáticas e outro é a falta de areia nas praias provocada pela ocupação desordenada do litoral.

O Litoral Alentejano pode ser afetado pelo primeiro problema, mas é, sem dúvida, a salvação da costa portuguesa que é afetada, de forma preocupante, pelo segundo problema.

Artigo completo na edição em papel de 24  de setembro de 2015, n.º 654

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s