Sociedade

Obras nas praias durante o verão incomodam banhistas e comerciantes

Os acessos dificultados durante as obras, o pó, o barulho e o movimento mais fraco são algumas das críticas de residentes, turistas e comerciantes que o jornal O Leme entrevistou junto a algumas das praias que estão a ser alvo de intervenções promovidas pela Sociedade Polis Litoral Sudoeste.

Requalificação Costa Santo André

Pormenor de projeto da Costa de Santo André, da Sociedade Polis Litoral Sudoeste

“As pessoas queixam-se do pó e dos estacionamentos”, disse João Cabacinha, que tem um estabelecimento de restauração na Costa de Santo André. “Não há passadiço e isso dificulta vir pelo meio da areia” para quem tem que se deslocar “com um carrinho de bébé”, exemplificou, fazendo questão de destacar que esta obra era “necessária”.

No projeto em execução na Costa de Santo André, está prevista a criação de passadiços sobre-elevados em plástico reciclado entre os restaurantes mais próximos do cordão dunar e o areal, que vão dar acesso à praia, com zonas de sombra, bancos e chuveiros públicos, além do ordenamento do estacionamento, mais recuado do cordão dunar.

Artigo completo na edição em papel de 06  de agosto de 2015, n.º 652

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s