Estórias com História

“Havia um pessegueiro na ilha”

Ilha do Pessegueiro

Nos poucos passos necessários para percorrer toda a ilha conseguem atravessar-se várias épocas
|Foto:Ângela Nobre|

As imagens deste pequeno lugar já vão correndo mundo, mas foi a canção de Rui Veloso e Carlos Tê que lhe deu voz, já lá vão quase 30 anos. Desde então, a Ilha do Pessegueiro, que espreita por detrás de uma falésia o lugar de Porto Covo, já ganhou fama, quase tanta como a aldeia, agora turística, sendo motivo de visita para muitos curiosos.

Embora com uma área muito pequena – cerca de 340 por 235 metros – a Ilha do Pessegueiro é uma presença única na Costa Alentejana, que tem testemunhado séculos e séculos de história, havendo indícios de ocupação desde o tempo dos cartagineses, a.C.

Os vestígios mais “óbvios” da presença humana de outros tempos – as ruínas do Forte da Ilha de Dentro – são visiveis de terra, a cerca de 300 metros, mas só quem se atreve a por o pé no ilhéu descobre o complexo de salgas de peixe da época romana, que foi revelado aos arqueólogos em 1980, após uma forte ondulação que pôs a descoberto as estruturas, entretanto escavadas, estudadas e classificadas.

O artigo completo na edição em papel de 20 de Julho de 2014, n.º 628

Anúncios

Partilhe a sua opinião connosco

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.